Jogador da seleção de futebol do Panamá é assassinado a tiros

Morte de atleta de 33 anos provocou comoção entre os panamenhos
Meio-campista da seleção de futebol do Panamá, Amílcar Henríquez, 33 anos, foi assassinado a tiros na cidade de Colón no sábado. Outros dois homens que estavam junto de Henríquez ficaram feridos.
           Conforme informações preliminares, o atleta estaria com amigos nas proximidades de sua casa quando um atirador teria saído de um veículo e disparado várias vezes contra o grupo.
       O atleta havia voltado a atuar recentemente pelo clube que o revelou, o Árabe Unido, e vinha participando da campanha da seleção de seu país em busca de uma vaga para a Copa da Rússia em 2018. Também teve passagens por Independiente de Medellín e América de Cali, na Colômbia.
O assassinato provocou comoção no Panamá, com manifestações de solidariedade entre a população, colegas, federações esportivas e políticos. Pelo twitter, a Federação Panamenha de Futebol lamentou a morte do atleta (veja abaixo).
O presidente do Panamá,  Juan Carlos Varela, também se manifestou nas redes sociais: "condenamos energicamente o assassinato de Amílcar Henríquez; serão mobilizadas em Colón todas as Forças de Segurança até encontrar os responsáveis".
share

0 comentários

Comente Agora

Varjota em Rede - 2013