Organização Mundial de Saúde declara zika vírus uma emergência mundial de saúde

Decisão deve ajudar a acelerar ações internacionais e de pesquisa.
No Brasil, 3.448 casos suspeitos de microcefalia são investigados.
 ( Foto: TV Brasil )
A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou nesta segunda-feira (1º) que o vírus zika é uma emergência global, no momento em que a doença ligada a milhares de casos de microcefalia no Brasil se dissemina rapidamente.
A designação foi recomendada por um comitê de especialistas independentes da agência da Organização das Nações Unidas (ONU), após críticas sobre uma resposta hesitante até agora. A decisão deve ajudar a acelerar ações internacionais e de pesquisa.
Brasil investiga  3.448 casos suspeitos
O Ministério da Saúde e os estados investigam 3.448 casos suspeitos de microcefalia em todo o País. O último boletim, divulgado na quarta-feira (27), apontou também que 270 casos já tiveram confirmação de microcefalia, sendo que 6 com relação ao vírus zika. Outros 462 casos notificados já foram descartados. Ao todo, 4.180 casos suspeitos de microcefalia foram registrados até 23 de janeiro. 
No total, foram notificados 68 óbitos por malformação congênita após o parto (natimorto) ou durante a gestação (abortamento espontâneo). Destes, 12 foram confirmados para a relação com infecção congênita, todos na região Nordeste, sendo 10 no Rio Grande do Norte, um no Ceará e um no Piauí. Continuam em investigação 51 mortes e outras cinco já foram descartadas.
No Ceará, até 25 de janeiro de 2016, foram notificados 229 casos suspeitos de microcealia relacionados ao zika vírus, identificados em 56 municípios e em 16 Regiões de Saúde. Dos notificados, 95,2% (218/229) estão em investigação, 1,7% casos foram confirmados (4/229 - 1 óbito) e 3% de casos foram descartados (7/229), sendo 92,6% (202/218) no pós-parto e 7,7% (17/218) detectados na forma intra-uterina.
Fonte: Diário do Nordeste Via Roberto Lira Noticias
share

0 comentários

Comente Agora

Varjota em Rede - 2013