Vendedora de Fortaleza emagrece 48 kg a partir de resolução de ano novo


Jéssica Monteiro, de 29 anos, chegou a pesar 130 kg; hoje, tem 82 kg.
Ela tomou decisão quando não encontrou roupa para usar no Natal.

Mariana LenharoDo G1, em São Paulo
Em dezembro de 2013, a vendedora Jéssica Teixeira Monteiro, que vive em Fortaleza, saiu à procura de uma roupa nova para usar no Natal. Não encontrou nenhum modelo que servisse. Frustrada com seus 130 kg, decidiu que a partir do dia 1º de janeiro começaria uma reeducação alimentar. Diferentemente de outras promessas de ano novo, esquecidas logo nas primeiras semanas, a resolução foi levada adiante e hoje ela está quase satisfeita com seus 82 kg.
Jéssica Teixeira Monteiro passou de 130 kg a 82 kg em 1 ano e 7 meses (Foto: Jéssica Monteiro/Arquivo pessoal)Jéssica Teixeira Monteiro passou de 130 kg a 82 kg em 1 ano e 7 meses (Foto: Jéssica Monteiro/Arquivo pessoal)
Jéssica, hoje com 29 anos, conta que sempre foi "grandona", mas tinha começado a ganhar peso de verdade dois anos antes de chegar ao seu peso máximo. Em um período de muita ansiedade, ela usava a comida para ter algum conforto. "A comida aliviava momentaneamente a ansiedade, mas depois vinha o peso na consciência."
Raio-X - Jéssica Monteiro (Foto: G1)
Na época, se considerava uma pessoa triste. "Não me arrumava, não usava batom, não tinha maquiagem e nem passava perfume. Via outras pessoas fazendo exercícios e sentia raiva de mim, me perguntava por que todo mundo conseguia e eu não."
Entre os exageros alimentares que faziam parte de sua rotina estava tomar dois litros de refrigerante por dia, comer de uma vez só uma receita de brigadeiro feita com duas latas de leite condensado e devorar pacotes e pacotes de salgadinho. Outro problema era a falta de regularidade na alimentação: ela pulava o café da manhã, fazia a primeira refeição no começo da tarde e a última já de madrugada.
Mudar os hábitos não foi nada fácil. "Na primeira vez que comi alface, até chorei. Não comia nada de verduras e legumes." Quando começou a reeducação alimentar, fazia os legumes todos refogados. Para conseguir comer verduras, investia em molhos gostosos, como rosé ou caesar. "Minha determinação era tão grande do que eu queria que, quando percebi, isso já fazia parte da minha rotina. Hoje eu sinto prazer em comer bem. Nem consigo comer lanches de fast food, que antes adorava."
O arroz branco foi substituído por arroz integral e a carne vermelha por carne branca. Entre uma refeição e outra, come barra de cereal, fruta, suco ou iogurte. Às vezes, se permite comer uma tapioca com requeijão light ou uma fatia de bolo com café com leite.
Nos primeiros meses da mudança, Jéssica chegou a recusar convites para festas porque achava que não conseguiria lidar com a tentação de sair da dieta. Depois, mudou de estratégia: passou a comer antes de sair de casa e, na festa, só tomava um suco ou um sanduíche light. "Antes, quando dava fome, queria comer pizza, hambúrguer. Mas falava para mim mesma que eu era capaz de resistir."
No almoço, arroz, peixe e salada; no lache, iogurte com morango: Jéssica passou a comer de 3 em 3 horas (Foto: Jéssica Monteiro/Arquivo pessoal)No almoço, arroz, peixe e salada; no lache, iogurte com morango: Jéssica passou a comer de 3 em 3 horas (Foto: Jéssica Monteiro/Arquivo pessoal)
Os exercícios também fazem parte de sua mudança, mas ela só passou a se exercitar seis meses depois de começar a emagrecer. Isso porque, no início, não conseguia caminhar mais do que 500 metros sem perder o fôlego. Hoje, pratica atividades físicas ao ar livre com um grupo de 10 pessoas sob a orientação de um professor de educação física. Ela acha academia muito monótono, por isso optou pelo esquema de assessoria esportiva.
Além de mudar alimentação, Jéssica passou a se exercitar de 3 a 4 vezes por semana (Foto: Jéssica Monteiro/Arquivo pessoal)Além de mudar alimentação, Jéssica passou a se exercitar de 3 a 4 vezes por semana (Foto: Jéssica Monteiro/Arquivo pessoal)
No começo de 2014, sua meta era perder 15 kg. Quando conseguiu, viu que ainda não estava satisfeita e aumentou a meta para 30 kg. Assim foi até perder um total de 48 kg. Ela ainda espera emagrecer mais 5 kg, mas já está feliz com seu peso.
"Eu sinto prazer e orgulho de me olhar no espelho. Conquistei isso por determinação minha, não precisei de remédio ou cirurgia", diz. Sua mudança de hábitos também tem refletido no cotidiano da filha de 4 anos. Com a mãe, ela aprendeu a gostar de verduras e legumes e hoje as comidas saudáveis fazem parte de sua vida.
Antes de emagrecer, Jéssica se considerava uma pessoa triste e sem vaidade; hoje, tem orgulho de se olhar no espelho (Foto: Jéssica Monteiro/Arquivo pessoal)Antes de emagrecer, Jéssica se considerava uma pessoa triste e sem vaidade; hoje, tem orgulho de se olhar no espelho (Foto: Jéssica Monteiro/Arquivo pessoal)
A vendedora de Fortaleza abandonou o hábito de tomar um refriferante de 2 litros por dia: hoje, investe em receitas diferentes de suco (Foto: Jéssica Monteiro/Arquivo pessoal)A vendedora de Fortaleza abandonou o hábito de tomar um refriferante de 2 litros por dia: hoje, investe em receitas diferentes de suco (Foto: Jéssica Monteiro/Arquivo pessoal)Fonte:G!.com
share

0 comentários

Comente Agora

Varjota em Rede - 2013