Editora de revista senta em 'cadeira humana' e vira polêmica



Dasha Zhukova, mulher do bilionário russo Roman Abramovich, deu o que falar na segunda-feira, 20, e o assunto ainda repercute na web. A editora da revista Garage e fashion designer de origem russa, apareceu em uma foto conceitual sentada em uma ‘cadeira humana
O clique ilustrou a entrevista que a editora deu ao blog ‘Buro 24/7’ sobre sua nova revista de moda. Na imagem, ela aparece em uma cadeira desenhada para parecer uma mulher afrodescendente seminua. Levantou-se a polêmica de que seria mais uma situação preconceituosa do que fashion. 
Além disso, a foto veio à tona ontem, Dia de Martin Luther King, feriado nos Estados Unidos, o que tornou tudo mais 'ofensivo' para muitas pessoas. 
Diante da polêmica, um grupo chamado Organização pela Liberdade da Mulher taxou a cena como 'incrivelmente racista'. Outras associações também se manifestaram, o que fez a própria editora falar sobre o assunto. 
Ao Daily Mail, a assesoria de Zhukova disse que sua cliente possui um 'forte histórico de promover a diversidade'. Além disso, lamentou de que a foto com a cadeira criada pelo artista norueguês Bjarne Melgaard tenha sido publicada exatamente no dia de Martin Luther King. 
"Esta fotografia, que foi usada completamente fora de contexto, é de uma obra de arte feita especificamente para um comentário sobre gênero e políticas raciais. Eu abomino o racismo e gostaria de pedir desculpas para qualquer pessoa que tenha se sentido ofendida por esta foto", disse Dasha em comunicado oficial. 
A cadeira citada por ela é uma variação da obra de arte do artista Allen Jones, em amostra no Tate Modern, em Londres. A original é semelhante a usada por Zhukova, com a diferença de que o manequim é de uma mulher caucasiana. 
fonte: yahoo via varjotaemdestaque

share

0 comentários

Comente Agora

Varjota em Rede - 2013