Sertanejo Hudson é preso pela segunda vez no mesmo dia com armas e drogas em Limeira


Edison Temoteo/Futura Press/Estadão Conteúdo
Ele já havia sido detido por porte ilegal de armas e havia sido liberado; ex-mulher fez a denúncia
O cantor sertanejo Hudson da dupla Edson & Hudson foi preso no final da tarde desta terça-feira (18), em sua casa em Limeira, a 147 km de São Paulo. A Polícia Militar encontrou, em sua residência, uma pequena quantidade de droga, armas e munições de uso restrito das Forcas Armadas. O cantor foi levado para a Delegacia central da cidade.
Essa foi a segunda vez no mesmo dia que ele foi parar no Distrito Policial. O músico também havia sido detido em flagrante, durante a madrugada, por porte ilegal de armas. Hudson foi detido depois da ex-mulher acionar a polícia e dizer que estava sendo ameaçada.
No carro dele, os policiais militares encontraram duas armas: uma pistola 380 e um revólver calibre 38. Além das armas, que estavam no porta-luvas e no banco traseiro do automóvel, foram recolhidos uma faca e um soco-inglês. O cantor foi detido por porte ilegal de arma.
No 1º Distrito Policial de Limeira, interior de São Paulo, o sertanejo argumentou que faz parte de um clube de tiro e, por essa razão, portava as armas. A informação é do delegado seccional de Limeira, José Henrique Ventura.
— Ele é inscrito em clube de tiro e alegação dele é que hoje de manhã (quarta-feira), iria ao clube. Por isso, estava com as armas no veículo. Mas não poderia estar com elas.
Ventura explica que, apesar de a pistola e o revólver apresentarem registro, o cantor não tem porte de arma, que só é permitido com autorização da Polícia Federal.
— Na delegacia, conferiram que realmente as armas tinham registro no nome dele [Hudson]. Elas eram de calibre permitido, mas ele não tinha autorização para portá-las fora do domicílio. O porte de arma, em regra, é inafiançável, porém, a lei tem um parágrafo que diz que quando a arma for de calibre permitido e tiver registro em nome do autuado, cabe fiança.
O sertanejo foi solto após pagar R$ 6 mil. Ele responderá ao processo em liberdade. A pena para porte ilegal de arma varia de dois a quatro anos de reclusão.
No fim da tarde, por volta das 18h, a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima de que o cantor teria mais armas escondidas em sua casa, em um condomínio no bairro Estância Eldorado, em Limeira. Com um mandado de busca, os policiais entraram na residência do músico. Lá eles encontraram uma carabina, calibre 38; uma bereta, calibre 22; cerca 152 projéteis de calibre 22, oito munições de pistola calibre 380, 116 munições de calibre 38, cerca 76 munições de pistola .45 (de uso exclusivo das forças armadas), dois carregadores, calibre 22 e uma porção de maconha. O registro da carabina estava vencido desde 2010.
Hudson foi detido e levado ao 1º Distrito Policial, no centro da cidade. Depois de ouvido pelo delegado do plantão, o cantor foi levado para a carceragem da Seccional de Limeira, onde permanecia detido até às 7h desta quinta-feira (21). Para esta segunda ocorrência não foi arbitrada fiança porque Hudson estava com munições de uso restrito das Forças Armadas.
Assista ao vídeo:
Fonte:R7
share

0 comentários

Comente Agora

Varjota em Rede - 2013