Marco Feliciano anuncia "renúncia" pelo Twitter


O novo presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal, o deputado Marco Feliciano (PSC), divulgou um vídeo no Youtube atacando opositores políticos e lideranças do movimento pelo fim da homofobia. A divulgação do vídeo intitulado “Marco Feliciano renuncia” foi realizada nesta segunda-feira na conta pessoal do pastor no microblog Twitter. O vídeo conta com mais de 200 mil acessos. Como o pastor não possui uma assessoria de imprensa, a produção é vista como um “posicionamento oficial” do parlamentar.
Interlocutores de Feliciano disseram que o material foi produzido pela Wap TV Comunicação, que tem entre seus clientes Feliciano e o polêmico pastor Silas Malafaia. O vídeo começa dizendo: “Feliciano, cansado, sobrecarregado, caluniado. A sua última alternativa foi renunciar”. Conhecido por declarações polêmicas sobre negros e homossexuais, o pastor responde a processo no Supremo Tribunal Federal (STF) por homofobia e estelionato.
A narração do vídeo fala que a Comissão de Direitos Humanos tem uma relação direta com simpatizantes de movimentos homossexuais. A produção defende que o parlamentar do PSC criou polêmica e teve seu nome contestado por, teoricamente, não concordar com todas as posturas do grupo. O vídeo mostra quem são opositores de Feliciano e cita, entre outros, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), chamados de “líderes que fazem discursos políticos inflamados no preconceito contra cristãos”.
 
Porém, para quem esperava uma renúncia definitiva do cargo, é bom deixar claro. A renúncia que Feliciano se refere na produção é de sua vida pessoal. Ou seja, que ele estaria deixando de lado outros temas para se dedicar exclusivamente ao novo cargo, independente das provações. “Feliciano decidiu renunciar, renunciar sua privacidade, renunciar noites de paz e sono tranqüilo, renunciar momentos preciosos com a própria família, a fim de não renunciar a Comissão de Direitos Humanos para que a sua família seja preservada' e conclama os telespectadores: ‘renuncie você também’”.
Com agências
share

0 comentários

Comente Agora

Varjota em Rede - 2013