ESTUDANTE QUE ATROPELOU E MATOU TRÊS GANHARÁ LIBERDADE.


A Justiça revogou na tarde desta sexta-feira (13) a prisão da estudante Amanda Cruz, de 21 anos, que atropelou e matou três pessoas. Segundo o juiz José de Castro Andrade, a estudante é primária, não tem antecedentes criminais e possui residência fixa. Ela vai aguardar o julgamento em liberdade.
A estudante está presa desde 17 de março, dia em que atropelou três pessoas, uma delas estava grávida.
O advogado de Amanda diz o acidente foi uma fatalidade e que a aluna não estava sob efeito de drogas ou álcool.
Segundo a Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) de Fortaleza, a motorista desceu o viaduto da avenida no sentido do estádio Castelão, bateu em um poste e subiu a calçada, matando uma adolescente grávida, a filha de um ano e um homem de 56 anos. A mulher teve de ser protegida e retirada do local pela Polícia Militar porque moradores ameaçavam agredi-la.

A motorista foi ouvida em março na delegacia no Bairro São Cristovão. Segundo o delegado, no depoimento, a jovem disse que bebeu cerveja e vodca em uma festa na noite da sexta-feira (16), um dia antes do acidente, e tomou um remédio que não pode ser ingerido com bebida alcóolica.

A jovem ainda afirmou que chegou em casa às 6h da manhã do sábado e dormiu por três horas. O resultado parcial do exame toxicológico realizado na jovem depois do acidente deu negativo, de acordo com o delegado. A motorista fez dois testes do bafômetro que também deram resultado negativo.
Fonte: G1CE
share

0 comentários

Comente Agora

Varjota em Rede - 2013