CEARÁ: ORADOR DE CERIMÔNIA DE FORMATURA USA SALTO ALTO E SE DESTACA NA WEB


   O jovem Victor Kláus Queiroz de Oliveira, de 23 anos, acabou se destacando nas mídias sociais após mostrar sua espontaneidade na formatura do curso de tecnologia em agronegócio pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), em Quixadá (CE), cidade a cerca de 170 km de Fortaleza. A cerimônia foi realizada em 6 de junho deste ano e o formando, que é homossexual, vestiu beca, se maquiou e usou sapato de salto alto. 
   A imagem, em um primeiro momento, chama a atenção de quem não conhece Kláus, mas a fisionomia andrógina dele já é conhecida dos amigos, professores e familiares. Apesar de usar maquiagem, ele tem corte de cabelo estilo “militar”, raspado na lateral da cabeça. “Comecei a usar salto alto em maio de 2011, quando assumi esse estilo mais andrógino. Na minha formatura, não quis levantar a bandeira de uma minoria, embora eu seja gay, não quis fazer um protesto. Eu me visto assim, me maquio todos os dias”, disse ele ao G1. 
   Kláus é carismático e se comunica com facilidade. Por essa razão, foi escolhido para ser o orador da turma de tecnólogos. Do alto de um salto de 10 cm, ele caminhou até o púlpito e fez seu discurso. Em um trecho final, depois de citar memórias sobre os três anos de curso e convívio com colegas, ele falou sobre a dignidade humana. 
   “Esperamos nós todos que cada um de vocês aqui presente dissemine ao menos um pouco da mensagem que aqui está sendo repassada! Todo ser humano é digno de respeito, não por sua condição social, religiosa, racial, sexual ou qualquer outra que seja, mas sim pela sua condição humana”, disse Kláus.
  Para a diretoria e professores do IFCE, a atitude de Kláus na formatura não causou surpresa. A solenidade foi organizada pela diretoria e pelo setor de cerimonial da instituição. “Nós sabiamos de tudo que iria acontecer. Ali, era o Victor que a gente conhecia. A gente nunca estranhou”, afirmou o chefe de gabinete do campus do IFCE de Quixadá, Saulo Rêgo. 
   Segundo a instituição, Victor Kláus era um dos estagiários bolsistas do gabinete e sempre foi um dos mais elogiados pela pró-atividade e criatividade. “Ele, inclusive, era motivo de admiração porque nunca negou a opção dele, principalmente aqui em Quixadá, numa região que é sertão com resquícios do machismo”, disse o chefe de gabinete. A diretoria do IFCE também afirmou que não recorda de nenhum episódio em que ele tenha sofrido preconceito dentro do campus. 
Fonte:G1-CE
share

0 comentários

Comente Agora

Varjota em Rede - 2013