Ceará tem a maior epidemia de gripe


Clique para Ampliar
Já são 86 casos neste ano em todo o Estado; Sesa atribui o aumento do número à realização de mais exames
Chegou a 86 o número de casos de suspeita do vírus influenza H1N1 confirmados no Ceará, incluindo três óbitos. Os dados são do último boletim epidemiológi-co da Secretária da Saude do Estado (Sesa) divulgado ontem, e fazem com que esta seja a maior epidemia de gripe suína desde a descoberta e identificação do vírus, em 2009, quando foram registrados 72 casos. O governo tem como meta vacinar mais de um milhão de pessoas no Estado em maio.

Apesar do dado preocupante, o coordenador de Promoção e Proteção à Saúde da Sesa, Manoel Fonsêca, descarta a possibilidade de um surto no Estado e afirma que os números são considerados dentro do esperado para o período de chuva, quando ocorre o maior número de doenças de ordem respiratória.

Segundo ele, o grande número de casos confirmados está ligado ao fato de terem sido realizados mais exames laboratoriais neste ano. O coordenador ressalta o exemplo do município de Pedra Branca, onde foram notificados 859 casos no ano de 2011 e, destes, 23 foram confirmados. "Por conta do surto epidêmico, não havia a necessidade da realização do exame, então, provavelmente o número seria bem maior. Como aconteceram mais casos neste ano em Fortaleza, fica mais fácil colherem os exames, resultando, assim, em mais resultados positivos", explica.

Fonsêca chama atenção para os cuidados com as gestantes, tendo em vista que dois casos foram confirmados neste ano em mulheres grávidas, e uma delas veio a falecer. "Elas têm que ser examinadas com maiores cuidados", alerta.

Prevenção
Ainda de acordo com Manoel Fonsêca, no próximo dia 5 de maio terá início a campanha de vacinação contra o vírus influenza H1N1, com o objetivo de vacinar 1,3 milhão de pessoas em todo o Estado.

O período de vacinação seguirá até o dia 25 do mesmo mês e atenderá os grupos proporcionais de maior risco. A meta do governo é vacinar 85.480 profissionais da área da saúde, 22.134 indígenas, 98.539 gestantes, 197.078 crianças de seis meses a dois anos de idade, e 475 mil pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.

As vacinas serão repassadas para todos os postos de saúde de todos os 184 municípios cearenses. A previsão é de que tenham um total de 1.693 postos fixos durante todo o período de vacinação e 7.320 postos volantes disponibilizados no lançamento da campanha, no dia 5.

O coordenador da Sesa informa ainda que, neste ano, após o período oficial da campanha de prevenção, será disponibilizado uma quantidade de doses da vacina para a população prisional do Ceará. "Ao todo, 15.201 detentos serão vacinados. O período será divulgado", conclui.

RENATO BEZERRAESPECIAL PARA CIDADE
share

0 comentários

Comente Agora

Varjota em Rede - 2013